Última hora
This content is not available in your region

Restrições e casos de Covid-19 continuam a aumentar

euronews_icons_loading
Restrições e casos de Covid-19 continuam a aumentar
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Na Catalunha bares e restaurantes vão fechar, durante 15 dias, a partir de quinta-feira, para tentar travar a propagação do novo coronavírus. Os restaurantes passarão a poder, apenas, vender comida para fora. As autoridades estão a pedir às pessoas para ficarem em casa. Ginásios e eventos culturais poderão continuar a funcionar mas com 50% da lotação, já as lojas e centros comerciais deverão limitar a sua capacidade para 30%.

*Reino Unido*

No Reino Unido, e com o número de casos a aumentar diariamente - quase 20 mil de acordo com o mais recente relatório, e 137 mortes - o país impôs novas restrições. Parte de Inglaterra está sob um sistema de bloqueio local. Já a Irlanda do Norte encerra escolas na segunda-feira e por 15 dias. Os restaurantes só poderão fazer take-away, já esta sexta-feira. Pessoas de áreas com muitos casos passam a estar impedidas de viajar para o País de Gales, que relatou 946 novos casos esta quarta-feira, o maior aumento diário desde o início da propagação do vírus.

*Rússia*

A Rússia, que tem o quarto maior número de casos confirmados de coronavírus do mundo, desde o início da propagação, mais de 1,3 milhões, continua a bater recordes no número de infetados - mais de 14 mil, de acordo com o último relatório, e mais de 200 mortes. Parte dos alunos vão passar a ter aulas à distância. Em Moscovo está a privilegiar-se o teletrabalho e a pedir-se aos idosos que não saiam de casa.

*Bélgica*

Na Bélgica a situação também se agrava. Com mais de 7000 casos, em 24 horas, as autoridades de Saúde temem chegar ao limite, como explica o porta-voz do centro de crise para a Covid-19, Yves Van Laethem:

"Atualmente, o número de pacientes nos cuidados intensivos está a duplicar a cada 12 dias. Portanto, atingiremos a nossa capacidade máxima de 2.000 camas em meados de novembro nas UCI's se continuarmos a este ritmo".

*República Checa*

Um bloqueio parcial de três semanas arrancou, na terça-feira, na República Checa, com escolas, alojamentos universitários, bares e outros estabelecimentos encerrados.

No país já morreram mais de mil pessoas desde um de março e mais de 8.000 novos casos foram anunciados na quarta-feira.

De acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças da União Europeia, nas últimas duas semanas trata-se do país com maior taxa de infeção da Europa.