EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Recuperar o olfato após a Covid-19

Recuperar o olfato após a Covid-19
Direitos de autor capture d'écran
Direitos de autor capture d'écran
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um dos desafios dos médicos é a recuperação do olfato dos pacientes que o perderam por causa da Covid-19. A aromoterapia pode ser uma boa ajuda.

PUBLICIDADE

Recuperar o olfato após a COVI-19, é o grande desafio de muitos pacientes e médicos.

Morgane, uma jovem francesa, perdeu completamente a capacidade de cheirar desde que o vírus a atacou e nem reconhece o seu perfume de sempre. Face a uma caneca de café, afirma: Eu sei que isto é café, por isso cheira-me a café, mas é muito suave tenho a impressão que é um café muito fraquinho e eu gosto de café bem forte".

Agora faz consultas regulares no hospital de Nancy para que o doutor Nguyen a ajude a reeducar o olfato, através de testes com amostas de cheiro específicos.

Os médicos franceses, belgas e alemães utilizam amostras de cerca de uma dezena de odores da natueza, como o eucalipto, cravo da índia, alfazema, limão, etc, para reativar a memória olfativa.

O doutor Nguyen explica os danos que o vírus causou no sistema respiratório, que levaram `destruição das suas células olfativas e indica: "É aqui que se situa a inflamação devida à Covid-19. Para a fase aguda, ou seja, uma perda do olfacto durante apenas alguns dias, proponho um tratamento com corticosteróides, para reduzir rapidamente a inflamação das fendas olfativas".

Morgane fará o protocolo dos odores diariamente. Se tudo correr como o médico prevê, poderá ter superado a anosmia num período de oito meses. Mas nem todos os que perdem o olfato por causa do novo coronavírus o recuperam depois, já que o vírus pode causar danos permanentes das células olfativas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mulhouse, no leste de França, sofre com falta de médicos

Incêndio de grandes proporções afeta empresa farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk

Canábis pode ajudar a travar cancro da pele