Última hora
This content is not available in your region

Rússia inicia vacinação em larga escala

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vacinação em Moscovo
Vacinação em Moscovo   -   Direitos de autor  Pavel Golovkin/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia começou, este sábado, a campanha de vacinação em larga escala com a Sputnik V. Nos próximos dias, serão disponibilizadas cerca de dois milhões de doses da vacina que Vladimir Putin anunciou em agosto, e que levantou dúvidas no mundo inteiro pela não conclusão dos testes necessários.

Também o Reino Unido prepara as inoculações generalizadas, sendo que os médicos de família já receberam instruções para iniciar a administração a partir de 14 de dezembro.

A enfermeira-chefe do Hospital de Coventry, Nina Morgan, explica que o plano inicial neste estabelecimento prevê a aplicação de cerca de 400 vacinas por dia, aumentando progressivamente para as 500.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) salienta que não se pode baixar a guarda. O diretor-geral, Tedros Ghebreyesus, declara que "os progressos nas vacinas trouxeram esperança e há luz no fundo do túnel. No entanto, a OMS está preocupada com a generalização da ideia de que acabou a pandemia. Há muitos sítios onde o vírus continua a transmitir-se muito rapidamente. As pessoas têm de continuar a respeitar as medidas locais e nacionais para evitar um novo crescimento".

O Reino Unido vai começar por distribuir 800 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech. Como o processo exige duas injeções separadas, vai abranger para já apenas 400 mil pessoas.