Última hora
This content is not available in your region

Valsamoggia, um território em transição

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Valsamoggia, um território em transição
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Energia fotovoltaica, fábricas geotérmicas, segurança sísmica e educação ambiental são elementos críticos para um futuro guiado pelo Pacto Verde Europeu.

Em Itália, a comuna de Valsamoggia, nos arredores de Bolonha, representa o primeiro modelo de uma cidade em transição.

A construção de uma escola primária em 2011 é um sinal de compromisso. Dotado de uma estrutura energética sofisticada, com painéis solares e bombas de calor, o edifício é autossuficiente. Ajusta-se à temperatura e luminosidade exteriores.

“Agarrámos um projeto já existente acreditando ser capazes de transformá-lo usando os princípios da transição energética: construir uma escola sem consumo de energia e totalmente livre de combustíveis fósseis. Disseram-nos que estávamos loucos e que nunca conseguiríamos. Mas conseguimos e fomos capazes de construir a primeira escola em Itália com consumo zero de energia, alimentada apenas por fontes renováveis", sublinhou, em entrevista à Euronews o autarca de Valsamoggia, Daniele Ruscigno.

Luca Palamara, Euronews - Será que lugares como este representam a visão do nosso futuro? As pessoas acreditam que sim. Estão muito envolvidas porque consideram que encontraram uma forma de fazer as coisas acontecer."

No caso de Valsamoggia, a transição passou também pela aplicação de diferentes métodos de tomada de decisão, como a sociocracia, que privilegia a tomada de decisões tendo em consideração a opinião dos elementos da comunidade.

“Através da consciencialização das questões climáticas e de sustentabilidade, a comunidade conseguiu eliminar o projeto original e transformá-lo num projeto completamente inovador. Fizemo-lo através do diálogo e da compreensão dos problemas e ao colocar o sentido das coisas no centro do que estávamos a fazer", explicou Cristiano Bottone, cofundador da iniciativa Transition Itália.

Em Valsamoggia, os processos democráticos têm-se revelado demasiado lentos e burocráticos para fazer face à urgência dos desafios presentes.

Graças à abordagem sociocrata, a comuna conseguiu organizar serviços de entrega durante a pandemia de Covid-19, mostrando que a mudança é possível.