Última hora
This content is not available in your region

"O teatro pode ser quase mais eficaz do que o jornalismo."

euronews_icons_loading
"O teatro pode ser quase mais eficaz do que o jornalismo."
Direitos de autor  They Blew Her Up
Tamanho do texto Aa Aa

Silenciada com uma bomba, Daphne Caruana Galizia foi assassinada em outubro de 2017, com um engenho explosivo implantado no próprio carro, na aldeia onde vivia, em Malta.

Jornalista, Daphne investigava corrupção, invasão fiscal e negócios com linhas obscuras. As denúncias custaram-lhe a vida. A história de Daphne correu mundo. É contada agora em forma de peça de teatro.

Herman Grech, autor da peça "They blew her up", foi entrevistado pela Euronews e conta que esta obra é "parte factual e parte ficção". "Antes de escrever a peça entrevistei pessoas que estavam de uma forma ou de outra envolvidas", conta. "Entrevistei o filho de Daphne, Matthew, que viu a própria mãe a ser queimada até à morte e o depoimento dele foi chocante.", admite Herman Grech. "Mas, claramente, o criminoso é o resultado do sistema, do nepotismo, da corrupção.", explica.

A peça está a ser exibida em La Valeta, na capital do país. Na vida real, um dos três principais suspeitos da morte da jornalista acabou por confessar o crime, em fevereiro deste ano. Foi condenado a 15 anos de prisão. Mas, para muitos, o verdadeiro culpado ainda não foi identificado.

"O que estamos a discutir é o quão sujos, por vezes, podem ser o crime, os negócios e a política", explica o autor da peça. "E acho que esse problema não é só do nosso pequeno país , Malta, vemos isso em toda a Europa.", diz.

"Acho que a representação é um meio muito importante para enviar certas mensagens. E, às vezes - e detesto dizê-lo - o teatro pode ser quase mais eficaz do que o jornalismo.", conclui Herman.

A peça está em inglês, para atingir um público internacional. "They Blew Her Up" está esgotada há mais de uma semana, mas pode ser vista através da internet, no site do teatro.