Última hora
This content is not available in your region

Rebeldes recusam cessar-fogo no Iémen

euronews_icons_loading
Rebeldes recusam cessar-fogo no Iémen
Direitos de autor  Hani Mohammed/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes houthis rejeitaram a proposta de cessar-fogo no Iémen, feita esta segunda-feira pela Arábia Saudita.

O Governo de Riade propôs uma trégua "abrangente" de modo a colocar fim a um conflito que dura desde 2014, altura em que os rebeldes houthis, apoiados pelo Irão, assumiram o controlo de Sana, expulsando da capital do país o Governo internacionalmente reconhecido. Desde então, o Iémen mergulhou no caos e numa crise humana sem precedentes.

O ministro saudita dos Negócios Estrangeiros, o príncipe Faisal bin Farhan, afirmou que "A Arábia Saudita oferece uma iniciativa para pôr fim à crise iemenita e alcançar uma solução política abrangente, que inclui um cessar-fogo em todo o país sob a supervisão das Nações Unidas".

A tentativa falhada de Riade surge após os rebeldes terem intensificado uma campanha de ataques de drones e mísseis contra campos de petróleo sauditas.

De acordo com um porta-voz houthi, citado pela Agência France Press, os rebeldes exigem que a Arábia Saudita termine de imediato com agressões e levante, de imediato, o bloqueio imposto ao Iémen.