Última hora
This content is not available in your region

Confirmada morte dos 53 tripulantes do submarino indonésio afundado

De  Teresa Bizarro com Agências
euronews_icons_loading
Foto do KRI Nanggala 402 divulgada este domingo pela marinha indonésia
Foto do KRI Nanggala 402 divulgada este domingo pela marinha indonésia   -   Direitos de autor  Indonesian Navy via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Os 53 tripulantes do submarino militar indonésio desaparecido na quarta-feira foram declarados mortos. Destroços do KRI Nanggala 402 foram encontrados a mais de 800 metros de profundidade, ao largo da ilha de Bali. O submarino partiu-se em três, mas estão por explicar as causas do afundamento.

O Comandante das Forças Armadas indonésias, Hadi Tjahjanto, confirmou aos jornalistas que "os 53 tripulantes morreram".

"Nós, o povo da Indonésia, gostaríamos de manifestar uma profunda tristeza por este incidente, especialmente à família da tripulação do submarino. Os tripulantes foram os melhores filhos da nação, os melhores patriotas que salvaguardaram a soberania da nação," afirmou Joko Widodo, o presidente indonésio, fazendo eco da consternação nacional.

O submarino foi encontrado a um quilometro e meio da última localização conhecida, após uma intensa operação de busca e resgate montada pelas autoridades indonésias. Este sábado foi declarado afundado e não apenas desaparecido. De construção alemã, estava ao serviço da marinha indonésia desde 1981.

As autoridades não deram explicações para o naufrágio, mas sugeriram que o submarino pode ter sido vítima de uma avaria que o teria impedido de vir à superfície.

Foi afastada a tese da explosão, alegando as autoridades que há indícios de que o submarino se partiu sob a pressão da água a mais de 800 metros de profundidade, muito além dos 200 metros de profundidade máxima para o que foi projetado.