EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Índia de rastos com a pandemia de Covid-19

Índia de rastos com a pandemia de Covid-19
Direitos de autor Rajanish Kakade/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Rajanish Kakade/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

População desespera com a falta de oxigénio para socorrer familiares infetados à beira da morte

PUBLICIDADE

Sem capacidade de resposta, na Índia morgues e crematórios tentam estancar, em contra relógio, o fluxo incessante de cadáveres de vítimas de Covid-19 que se amontoam.

A nova vaga da pandemia, com números recorde a todo o instante, deixou o país de rastos.

O desespero apoderou-se da população e os pedidos de oxigénio, na televisão e nas redes sociais, dispararam num contexto que se tornou asfixiante.

A nível nacional, mais de 25 comboios começaram a fazer chegar oxigénio a várias zonas do país.

Por outro lado, o Supremo Tribunal ordenou, esta quarta-feira, ao Governo a apresentação de um plano para responder às necessidades diárias de oxigénio dos hospitais de Nova Deli.

Enquanto isso, a comunidade internacional apressou-se a enviar ajuda para a Índia.

Um avião militar alemão fez chegar ao país uma unidade móvel de produção de oxigénio para auxiliar os hospitais sobrelotados. Esta quinta-feira, deverá chegar segundo avião de carga com mais ajuda.

A Austrália também enviou ventiladores e oxigénio que serão distribuídos pela Cruz Vermelha indiana e autoridades locais para assegurar que chegam aos lugares onde fazem realmente falta.

A comunidade científica alerta para a inevitabilidade de novas vagas. Enquanto a oposição pede o confinamento, o Governo de Narendra Modi mostra-se relutante por causa do impacto económico.

Pressionados, vários estados acabaram por tomar a iniciativa de proibir agrupamentos sociais.

A gestão da crise está a prejudicar a imagem do primeiro-ministro.

Apesar dos sinais, o Governo recusou cancelar o Festival das Cores ou jogos de críquete, por exemplo, que juntaram multidões no mesmo local.

Os esforços de acelerar a vacinação esbarram na escassez de doses. O país, com mais de 1,3 mil milhões de habitantes, só conseguiu, até agora, administrar 160 milhões de doses.

Nas últimas 24 horas, as mortes aumentaram para um recorde de 3.780.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As valas comuns de Iquitos

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19