EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Mocímboa da Praia reconquistada aos rebeldes

Mocímboa da Praia reconquistada aos rebeldes
Direitos de autor frame
Direitos de autor frame
De  euronews com Lusa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com o apoio de tropas ruandesas, o exército moçambicano retomou o controlo de uma vila portuária estratégica, há um ano nas mãos dos rebeldes

PUBLICIDADE

É considerada uma retoma estratégica. Tropas ruandesas e moçambicanas recuperaram o controlo de Mocímboa da Praia, no norte de Moçambique. A vila portuária estava há mais de um ano sob controlo do Ansar al-Sunna, o grupo extremista ligado ao Daesh que tem espalhado terror na província de Cabo Delgado desde 2017.

O anúncio da reconquista foi inicialmente feito pelo exército ruandês e entretanto confirmado pelo ministério moçambicano da Defesa.

Um porta-voz do governo de Maputo adianta que os combates continuam para a "consolidação das zonas que prevalecem críticas," nomeadamente alguns bairros periféricos e a estação de tratamento de água. Foi recuperado o controlo de infraestruturas públicas e privadas, incluindo a sede do governo distrital, o porto, o aeroporto, hospital, mercados e estabelecimentos de restauração.

Mocímboa da Praia, é apontada como a base dos terroristas. Fica a 70 quilómetros da área de construção do projeto de exploração de gás natural conduzido por várias petrolíferas internacionais e liderado pela Total.

As forças armadas de Moçambique contam, desde o início do mês, com o apoio de mil militares e polícias do Ruanda. Esta segunda-feira foi lançada oficialmente a missão da Força em Estado de Alerta da a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral. Este contingente deverá integrar 3 mil militares dos países da SADC.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moçambique apela ao regresso a Palma

Alerta de “emergência de fome” se não houver “financiamento urgente” em Moçambique

Pelo menos 98 mortos em naufrágio de barco de pesca em Moçambique