Última hora
This content is not available in your region

Países do Mediterrâneo combatem as chamas

Access to the comments Comentários
De  Euronews com AP
euronews_icons_loading
Países do Mediterrâneo combatem as chamas
Direitos de autor  EV-Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Sob uma onda de calor, Itália luta contra os incêndios que não dão descanso de norte a sul.

O combate às chamas contou com 7600 operacionais no terreno a combater as chamas, este domingo, o mesmo em que muitas pessoas aproveitaram para ir à praia e, com vista para o mar, deixar para trás o cenário desolador que alastra desde o início de agosto.

Na União Europeia, revela o Sistema Europeu de Informação sobre Incêndios Florestais, é o país mais atingido pelos fogos, com cerca de 145 mil hectares ardidos.

Em Espanha, a proximidade das chamas levou as autoridades a evacuar por precaução uma pequena localidade de 500 habitantes a poucos quilómetros de Valência.

Durante a noite, temperaturas a rondar os 40.°, fortes rajadas de vento e relâmpagos dificultaram os esforços dos bombeiros para proteger as casas.

Uma Unidade de Emergência Militar está já no local onde o incêndio passou para o segundo nível mais alto de perigosidade.

Na região de Chefchaouen, em Marrocos, equipas de proteção civil, serviços hídricos e florestais, e autoridades locais tentam conter as chamas em terreno acidentado. Dois aviões de combate a incêndios estão envolvidos nas operações.

O cenário torna-se ainda mais trágico na Argélia, onde, na última semana, pelo menos 90 pessoas morreram por causa dos incêndios no norte do país. Doze mil pessoas tiveram de fugir das próprias casas, centenas ficaram desalojadas.