Última hora
This content is not available in your region

Merkel apoia Laschet para chanceler em visita à zona das cheias

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Merkel apoia Laschet para chanceler em visita à zona das cheias
Direitos de autor  Oliver Berg/(c) dpa Pool
Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel regressou este domingo a outra das zonas afetadas pelas trágicas cheias de julho na Alemanha, na Renânia do Norte. Desta vez, a chanceler esteve acompanhada por Armin Laschet, o chefe de governo local e também candidato conservador pela CDU à sucessão de Merkel.

Merkel e Laschet passaram pelo quartel de bombeiros, onde dois dos operacionais perderam a vida durante as operações de socorro às vítimas das cheias.

A chanceler e o chefe do governo regional da Renânia do Norte trocaram impressões com os bombeiros à porta fechada e depois falaram aos jornalistas, com Merkel a revelar uma pequena boa notícia.

"Há uma nova luz de esperança: uma ponte vai voltar a ser transitável dentro de 14 dias. Portanto, algo que também era imortante está a acontecer, mas, infelizmente isto ainda não se aplica a todas as pontes nem a todos os locais. Alguns trabalhos ainda vão demorar muito tempo", avisou uma vez mais Merkel, reiterando a importância do governo não se poupar a esforços na ajuda às vítimas a três semanas das eleições federais na Alemanha.

A visita deste domingo poder ser vista, aliás, como campanha eleitoral da CDU. A antiga líder da CDU e ainda chanceler esteve ao lado do atual líder da coligação conservadora no poder e forte candidato à sucessão na chancelaria.

Uma vez mais, a ainda líder da Alemanha expressou o apoio a Laschet. Lidera o maior estado da Alemanha Federal com sucesso. (...) E quem pode liderar tal estado também pode liderar a República Federal da Alemanha como chanceler", disse Merkel.

Armin Laschet também se quis mostrar solidário perante as vítimas da recente tragédia.

"Juntos, queremos assegurar, e essa foi a primeira promessa, que as pessoas afetadas pelas cheias em breve possam voltar a viver nas respetivas habitações. Muitos ainda não o podem fazer. Todos os nossos esforços devem ser canalizados para assegurar o regresso de todos a casa", assumiu o presidente do governo regional e candidato a chanceler.

A ser ultimado pelo Governo federal está um pacote de ajuda de €30 mil milhões, que deve ser aprovado esta semana, para começar a ser disponibilizado o mais rápido possível.

A aplicação desse pacote tem um prazo longo previsto, tal como a reconstrução, como tem vindo a avisar Angela Merkel desde que se deparou com o âmbito dos danos provocados pelas cheia, que provocaram ainda mais de 180 mortos.