Última hora
This content is not available in your region

Os alemães e o fim da era Merkel

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Os alemães e o fim da era Merkel
Direitos de autor  AP/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

É já no próximo domingo que os alemães elegem os membros do novo parlamento.

Ou seja: 60 milhões de eleitores vão decidir quem vai suceder a Angela Merkel. É o fim de uma era que durou 16 anos. Fomos tentar saber como é que o país está a encarar a mudança.

Uma idosa afirma: "Embora Angela Merkel fosse popular em todo o mundo quando (...) mediava entre todos os países e tinha uma forma calma e factual de lidar com todas as coisas, aqui no país não se dava por ela".

Outro cidadão diz: "É uma nova coligação, em qualquer caso, porque 16 anos de Merkel é tão mau como quatro anos de Trump. É um novo começo para que se possam encontrar novas perspetivas para os jovens, e não apenas favorecer as gerações mais velhas".

Um jovem manifesta: "As minhas esperanças e expectativas em relação ao próximo governo federal são que se tome consciência dos problemas e desafios do futuro e que se desenvolva uma estratégia com possibilidades e soluções a longo prazo para o futuro da Alemanha".

De acordo com as sondagens, que dão vantagem ao SPD, os alemães estão prontos para um novo rumo político, mas nem o país nem o mundo podem negar a marca que deixou.