This content is not available in your region

Concentração de gases poluentes atinge recordes

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Secretário-geral da Organização Mundial de Meteorologia, Petteri Taalas,
Secretário-geral da Organização Mundial de Meteorologia, Petteri Taalas,   -   Direitos de autor  euronews

A Organização das Nações Unidas diz que as catástrofes climáticas serão mais frequentes e que é urgente travar o aquecimento global.

O relatório da Organização Mundial de Meteorologia dá conta que em 2020 se registou um aumento da concentração de gases poluentes na atmosfera, atingindo-se um novo recorde.

A concentração de dióxido de carbono, ou CO2, o gás com efeito de estufa mais importante atingiu as 413,2 partes por milhão.

Isto corresponde a 149% dos níveis pré-industriais.

A presença de Metano, proveniente da combustão de carvão, petróleo e gás natural cresceu mais de 260%.

O Óxido Nitroso, que provém principalmente de fertilizantes utilizados na agricultura, aumentou mais de 120% quando comparado com 1750.

Por isso, o secretário-geral daquela agência da ONU, Petteri Taalas, afirma que é imperativo implementar medidas para converter os sistemas de transportes ou mesmo, mudar a nossa alimentação.

"Em 10 anos veremos, uma quantidade crescente de catástrofes e este clima de tendência negativa continuará nas próximas décadas. O nível do mar subirá e derreterá os glaciares em centenas de anos, porque já temos concentrações muito elevadas de dióxido de carbono. Podemos converter os nossos sistemas energéticos para se basearem em energias renováveis e energia nuclear, podemos converter o nosso sistema de transportes para se basearem em veículos elétricos, a biocombustíveis e a hidrogénio, e podemos também converter alguns dos nossos processos industriais para se tornarem livres de carbono ou pelo menos consumirem menos carbono. Depois, podemos mudar a nossa dieta para consumirmos menos carne."