This content is not available in your region

Barco de resgate com 800 migrantes a bordo procura ajuda

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Barco de madeira sobrelotado de migrantes auxiliado no Mediterrâneo
Barco de madeira sobrelotado de migrantes auxiliado no Mediterrâneo   -   Direitos de autor  Sea-Eye/ Hermione Poschmann / Mission Lifeline

Os barcos “Sea-Eye” e “Rise Above” resgataram na madrugada desta quinta-feira mais de 400 pessoas no Mar Mediterrâneo.

Os migrantes encontravam-se a bordo de uma embarcação de madeira de dois pisos, que já apresentava uma perfuração no casco quando foi alcanççado pelo "Rise Above", um outro barco de busca e resgate mais rápido e pequeno.

Algumas das pessoas foram resgatadas quando já estavam na água, sem colete salva-vidas. Uma das pessoas resgatadas necessitou de reanimação, o que foi realizado "com sucesso", revelou a equipa da organização de assistência humanitária "Mission Lifeline".

A evacuação total do barco para o "Sea-Eye" só foi concluída depois da meia noite, já madrugada de quinta-feira.

Depois de já ter efetuado um resgate de 325 pessoas menos de 24 horas antes, o "Sea Eye" tem agora cerca de 800 migrantes a bordo e procura um porto seguro no Mediterrâneo para desembarque.

O barco diz estar em rota para Lempedusa, em Itália, e acusa as autoridades de Malta de terem ignorado os pedidos de auxílio enviados pelo "telefone de alarme" quando estavam a navegar na zona de buscas maltesa.

De acordo com o portal das Nações Unidas com dados sobre refugiados, até 31 de outubro tinham já sido resgatados e desembarcados em território europeu 91.306 migrantes, dos quais 20% são crianças e 8% mulheres.

Só em outubro, terão desembarcado na Europa 12.619 pessoas em busca de asilo, cerca de três mil menos do que em setembro.

A 1 de novembro, estimava-se que pelo menos 1.313 migrantes estariam mortas ou desaparecidas.