EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Supremo Tribunal exige certificado de vacinação a estrangeiros que entram no Brasil

Profissional de saúde recolhe teste anti-Covid no Rio de Janeiro
Profissional de saúde recolhe teste anti-Covid no Rio de Janeiro Direitos de autor MAURO PIMENTEL/AFP or licensors
Direitos de autor MAURO PIMENTEL/AFP or licensors
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Decisão da máxima instância contraria regras ditadas pelo governo de Jair Bolsonaro

PUBLICIDADE

O Supremo Tribunal do Brasil determinou que os estrangeiros que entrem no país por via aérea ou terrestre terão de apresentar um certificado de vacinação contra a Covid-19.

A decisão da máxima instância surge apenas quatro dias depois do governo ter autorizado que os estrangeiros que chegassem aos aeroportos do país entrassem sem certificado de vacinação, desde que cumprissem uma quarentena de cinco dias.

Conhecido pela posição negacionista face à pandemia, o presidente Jair Bolsonaro tinha afirmado que a vacinação não pode ser obrigatória e que não se deve impedir a entrada no país aos não-vacinados, considerando que a quarentena é suficiente para bloquear as contaminações.

O Supremo Tribunal justificou a decisão com com a preocupação do forte aumento no número de visitantes ligado às festas do fim do ano e a ameaça de que "o país promova um turismo antivacina perante a imprecisão das normas do Governo".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Áustria "liberta" vacinados e Rússia ultrapassa fasquia dos 10 milhões de infetados

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas