EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Uma central nuclear parada no tempo

Interior da central de Zwentendorf
Interior da central de Zwentendorf Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Zwentendorf nunca chegou a abrir e é agora um museu

PUBLICIDADE

Parece apenas o cenário de uma série ou de um filme, e já aconteceu, mas a origem não é essa. A sala de controlo da central nuclear de Zwentendorf, na Áustria, ficou exatamente como estava em 1976, quando a construção terminou.

"Naquela altura, durante as obras, a oposição à energia nuclear, e sobretudo a Zwentendorf, foi ficando cada vez mais forte. Após a conclusão do reator, o chanceler à época, Bruno Kreisky, decidiu levar a referendo a ativação da central", explica Stefan Zach, porta-voz da companhia de eletricidade EVN AG.

E, ao contrário do que pensavam os responsáveis políticos, a maioria dos votos, 50,4%, ditou que as portas permaneceriam fechadas, aliás como toda a atividade nuclear no país

Naquela altura, durante as obras, a oposição à energia nuclear, e sobretudo a Zwentendorf, foi ficando cada vez mais forte.
Stefan Zach
Porta-voz da companhia de eletricidade EVN AG

Situada a cerca de 50 quilómetros de Viena, é agora uma espécie de atração para visitas guiadas a este marco industrial único no mundo, para além de servir como centro de formação para especialistas em segurança energética. 

Os visitantes têm acesso a áreas que os trabalhadores doutras centrais em funcionamento nunca sequer viram de perto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Situação na Central Nuclear de Zaporíjia é um dos temas centrais de encontro da AIEA

Hora do crepúsculo para o Pacto Ecológico Europeu?

Ataques em Zaporíjia: "Estamos perigosamente perto de um acidente nuclear"