This content is not available in your region

França devolve obras de arte às famílias judias espoliadas pelos nazis

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Obra de Marc Chagall
Obra de Marc Chagall   -   Direitos de autor  Euronews

O parlamento francês votou a favor da restituição das obras de arte aos herdeiros das famílias judaicas saqueadas pelos nazis, durante a Segunda Guerra Mundial.

Graças a esta lei, quinze obras de arte conservadas em coleções públicas francesas serão finalmente devolvidas.

Entre elas, o quadro de Marc Chagall "Père", até agora mantido em Paris.

A pintura foi encontrada pelo canadiano James Palmer, presidente da Mondex Corporation, que procura objetos de arte saqueados pelos nazis, que, após oito anos de investigação, conseguiu provar que tinha realmente sido roubado.

"Tínhamos informações na Polónia de que um Sr. Sander tinha sido saqueado. No início tivemos um palpite, uma ideia, uma teoria e, no final, todas estas pistas permitiram-nos reuni-lo, a ele, com o resto da família.

O quadro pertencia a David Sander, um músico judeu polaco. Expulso do seu apartamento pelos nazis, foi enviado para o gueto de Lodz antes de ser deportado para Auschwitz, em 1942, onde perdeu a mulher e filha de dois anos.

Sander sobreviveu e, em 1962, relatou o roubo do quadro à Alemanha.

A advogada, Melina Wolman, fala das provas: "Temos, por exemplo, uma declaração juramentada do Sr. David Sander, que não dá nome ao quadro mas descreve-o perfeitamente", afirma, acrescentando: "A espoliação foi em breve perfeitamente estabelecida e reconhecida, especialmente pelos tribunais alemães, mas também, mais tarde, no contexto da nossa reivindicação, pelo governo francês.

O governo francês devolverá o quadro aos sobrinhos e sobrinhas de David Sander, falecido em 1966. Uma delas diz: "O regresso deste quadro aos herdeiros faz justiça a David e àqueles que permaneceram vivos nesta família.

Após a guerra, o quadro saiu da Polónia e foi comprado pelo próprio Marc Chagall, que o doou ao Museu de Beaubourg.