EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Alerta de Reação Rápida da NATO interceta caça ucraniano

Alerta de Reação Rápida da NATO interceta caça ucraniano
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Intensificam-se as operações do Alerta de Reação Rápida da NATO no leste da Europa. Pilotos romenos intercetam caça ucraniano

PUBLICIDADE

O início da guerra na Ucrânia colocou os países vizinhos em estado de alerta. Na Roménia, os pilotos da base aérea de Ftesti patrulham o espaço aéreo da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), no Mar Negro.

Esta quinta-feira, intercetaram um caça ucraniano.

O comandante Mihaiță Marin, piloto de um F-16, participou na operação.

A aeronave ucraniana foi escoltada para o aeródromo de Bacau.

O piloto romeno conta que "o Alerta de Reação Rápida foi obrigado a intercetar um contacto não identificado algures no norte da Roménia. De acordo com os procedimentos da NATO, intercetámo-lo... Provou ser um caça SU-27 ucraniano. Completaram a interceção, tentaram entrar em contacto com o piloto que provou ser cooperante. Ele apenas pediu para aterrar rapidamente num aeródromo adequado para o seu avião. Os pilotos romenos tomaram a decisão de guiar e escoltar o avião ucraniano até ao aeródromo de Bacau. O caça ucraniano conseguiu aterrar em Bacau."

A NATO começou a reforçar as suas defesas no nordeste da Europa depois de a Rússia ter anexado a Península da Crimeia da Ucrânia em 2014. Tem cerca de 5.000 soldados e equipamento estacionados no local, mas essas forças foram reforçadas com tropas e equipamento de vários países nos últimos meses.

"Definitivamente, estamos mais ocupados do que é normal. Este ano, começou com o reforço das forças aéreas da NATO nas fronteiras orientais da Aliança e da Roménia. As nossas atividades intensificaram-se muito. Na primeira parte do mês fizemos mais de 10 missões para proteger basicamente o espaço aéreo", sublinha Marin.

As operações do Alerta de Reação Rápida na Roménia, e nos restantes países da NATO na região, intensificaram-se nas últimas horas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden agrava sanções à Rússia e reforça dispositivo da NATO na Europa

Festival das Tulipas na Roménia, uma tradição com mais de meio século

Mansão do rei Carlos III na Roménia reabriu ao público