This content is not available in your region

Fitch volta a baixar notação da Rússia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Centro Evroreisky, em Moscovo
Centro Evroreisky, em Moscovo   -   Direitos de autor  AFP

Face à tempestade de sanções, a classificação financeira da Rússia desceu novamente. A agência de notação Fitch baixou o rating de B para C, aproximando-o do patamar considerado como lixo, deixando o alerta de iminência de incumprimento no que respeita à dívida soberana de longo prazo.

A medida é oportunamente acompanhada do anúncio de mais multinacionais a suspenderem a atividade no país. Agora é a vez da Nestlé e da Heineken, que seguem o mesmo caminho da McDonald's e da Starbucks.

É uma questão de mudar de hábitos, diz Svetlana, residente em Moscovo, que acrescenta que "tudo isto é triste, mas que o país tem alternativas".

"Se querem fechar, que fechem. Deixam mais espaço para os empresários russos", declarava outro moscovita.

A Rússia pode efetivamente entrar em incumprimento no próximo dia 4 de abril, quando terá de reembolsar cerca de dois mil milhões de dólares sobretudo a fundos americanos.