This content is not available in your region

Benfica entra a perder nos quartos de final da Champions

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro
euronews_icons_loading
Luis Díaz (ex- FC Porto) marcou o terceiro golo do Liverpool aos 87'
Luis Díaz (ex- FC Porto) marcou o terceiro golo do Liverpool aos 87'   -   Direitos de autor  Armando Franca/AP

No futebol não há impossíveis, mas o sonho do Benfica chegar às meias finais da Liga dos Campeões ficou mais longe. O Liverpool impôs-se logo na primeira parte e marcou duas vezes antes do intervalo.

O golo de Darwin no início da segunda parte alimentou uma nova teoria da evolução do jogo mais encarnada, mas, já perto do apito final, Luis Díaz folgava a vitória para os reds. Resultado final: Benfica 1; Liverpool 3.

A noite de terça-feira foi dos ingleses também em Manchester, mas aqui a vantagem para a segunda mão é mais curta.

O City de Bernardo Silva e João Cancelo foi um golo mais forte que o Atlético de Madrid, de João Félix, que várias vezes tentou furar a baliza de Ederson, sem sucesso. Um golo solitário neste duelo entre dois dos mais carismáticos treinadores internacionais: Pepe Guardiola e Diego Simeone.

Primeira mão dos quartos de final completa-se esta quarta-feira

O Chelsea vai tentar repetir a façanha de há um ano frente ao Real Madrid. Foi já nas meias finais da Liga dos Campeões que os dois clubes se encontraram, com os blues a levarem a melhor.

N'Golo Kanté foi a força motriz por detrás do triunfo do Chelsea em 2021. Pela frente tem agora um outro francês que conhece bem: Karim Benzema.

Penso que [Karim Benzema] é há dois anos um dos jogadores mais subestimados do futebol mundial. E talvez já não o seja agora, o que é absolutamente merecido, porque joga desde há tantos anos como número nove para o Real Madrid? Isso fala por si.
Thomas Tuchel
treinador do Chelsea

À beira de se sagrar campeão da Bundesliga pela décima vez consecutiva, o Bayern - vencedor já de seis Champions - parte como favorito para o jogo frente ao Villarreal.

A equipa espanhola promete não dar tréguas. Já não chegava tão longe na prova rainha do futebol europeu desde 2009. O Villarreal traz no passaporte a eliminação da Juventus, a quem venceu por um expressivo 3-0.