EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Mais de 300 mortos em inundações na região de Durban

Presidente sul-africano visita sobreviventes de inundações
Presidente sul-africano visita sobreviventes de inundações Direitos de autor Kopano Tlape/Handout - Government Produced
Direitos de autor Kopano Tlape/Handout - Government Produced
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

África do Sul assistiu nos últimos dias a maiores precipitações das últimas seis décadas

PUBLICIDADE

As piores inundações de sempre na África do Sul fizeram mais de 300 mortos, segundo o mais recente balanço oficial.

Num encontro com sobreviventes num bairro pobre de Durban, o presidente Cyril Ramaphosa classificou a situação de "catástrofe de proporções enormes".

A região de Durban assistiu às maiores precipitações das últimas seis décadas, que provocaram inundações gigantescas e deslizamentos de terras, devastando milhares de casas, estradas e pontes.

Dezenas de pessoas estão ainda dadas como desaparecidas e as autoridades acreditam que o balanço final será bastante pior.

O Exército foi mobilizado para colaborar nas operações de assistência e resgate.

A totalidade da província de Cuazulo-Natal, onde se encontra Durban, foi declarada "área de desastre" e a continuação das

precipitações levou as autoridades a alargarem o alerta para as inundações à província vizinha do Cabo Oriental.

As previsões apontam para que o mau tempo se prolongue pelo menos até ao fim-de-semana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

África do Sul declara estado de calamidade por causa das inundações

Tornado acompanhado de fortes chuvas devastou cidade sul-africana

Partido que libertou a África do Sul do "apartheid" perdeu as eleições gerais 30 anos depois