This content is not available in your region

Presidente da Moldávia apela à calma

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Transnístria
Transnístria   -   Direitos de autor  AP/Ministry of Internal Affairs of Transnistria

A presidente da Moldávia apelou à "calma" e anunciou medidas para reforçar a segurança no país.

As declarações de Maia Sandu acontecem depois de uma serie de explosões registadas nos últimos dois dias, na região separatista pró-russa da Transnístria. Esta terça-feira, duas explosões danificaram uma torre de rádio. Depois de uma reunião do Conselho de Segurança Nacional, Sandu anunciou o reforço dos controlos de transporte e patrulhas de fronteira.

“A nossa análise mostra que existem tensões entre várias forças dentro da região, interessadas em desestabilizar a situação. Isto torna a região da Transnístria vulnerável e cria tensões para a República da Moldávia”, disse a presidente, sublinhando que condena “todas as ações que possam pôr em perigo a paz em todo o país".

A Transnístria, é uma região com com cerca de meio milhão de habitantes situada entre a Moldávia e a Ucrânia. É apoiada por Moscovo desde que se separou da Moldávia, em 1992. Desde então, as tropas russas têm sido destacadas para o território separatista. Mais de mil soldados funcionam como forças de manutenções da paz, mas são grandes as preocupações de que estas forças possam ser utilizadas para invadir a Ucrânia.