This content is not available in your region

Primeiro surto de covid-19 registado na Coreia do Norte

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Pyongyang admite surto de covid-19
Pyongyang admite surto de covid-19   -   Direitos de autor  -/AFP or licensors

Dois anos e meio depois de ter sido detetado na China, e depois de ter dado a volta ao mundo, o SARS-CoV-2 foi identificado pela primeira vez na vizinha Coreia do Norte. Pyongyang declarou "estado de emergência" e ordenou um confinamento nacional depois de confirmar o primeiro surto de covid-19 no país, provocado pela altamente contagiosa variante Omicron BA2.

As autoridades norte-coreanas não precisaram o número de infetados e admitiram uma falha nas medidas de restrição em vigor, que mantém as fronteiras fechadas desde o início da pandemia.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, não foi administrada nenhuma vacina contra a covid-19 na Coreia do Norte e o país rejeitou cerca de 1,3 milhões de doses previstas no programa COVAX, que requer monitorização internacional.

Com a chegada da covid-19 à Coreia do Norte, e excetuando uns quantos micro estados insulares, o Turcomenistão é agora o único país sem nenhum caso registado da doença. Oficialmente.