EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Kiev diz que russos já controlam 20% do país

Soldado ucraniano na região de Donetsk
Soldado ucraniano na região de Donetsk Direitos de autor Bernat Armangue/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Bernat Armangue/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ucrânia espera que armas prometidas pelo Ocidente permitam inverter relação de forças

PUBLICIDADE

Os soldados ucranianos tentam como podem manter as posições no leste do país, enquanto esperam a chegada das armas ocidentais de maior alcance e precisão que, esperam, permitirão inverter a relação de forças na frente de combate.

Na véspera do centésimo dia da invasão, Kiev afirmou que a guerra já permitiu à Rússia assumir o controlo de cerca de um quinto do território ucraniano.

Na província oriental de Lugansk, as forças ucranianas já só detêm 5% do território e a capital administrativa, Severodonetsk está atualmente "ocupada a 80%" pelas tropas russas.

Com os esforços concentrados no leste, a tática de "rolo compressor" aplicada pela Rússia parece estar a dar frutos.

Na conferência quotidiana, o porta-voz do Ministério da Defesa russo afirmou que mísseis e artilharia atingiram 131 postos de comando ucranianos na quarta-feira.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reconheceu estar a perder entre 60 e 100 soldados diariamente e que outros 500 resultam feridos.

No sul do país, os ucranianos temem que Moscovo decrete em breve a anexação dos territórios conquistados, à semelhança do que fez com a Crimeia em 2014.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy pede fim das restrições à utilização de armamento norte-americano contra a Rússia

Pelo menos 11 pessoas morreram em ataques na Ucrânia

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa