Feira tecnológica VivaTech está de volta a Paris

VivaTech 2022 em Paris
VivaTech 2022 em Paris Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Feira tecnológica VivaTech arrancou em Paris e está de volta ao formato original, depois de dois anos de pandemia

PUBLICIDADE

Arrancou, esta quarta-feira, em Paris, a sexta edição do VivaTech, anunciada como a maior feira tecnológica da Europa, que marca o regresso do certame ao formato original depois de dois anos de pandemia.

Cerca de 2.000 expositores, incluindo 1.800 start-ups, apresentam as suas inovações, mas elas têm de ter um propósito. Entre os tópicos deste ano, estão a neutralidade de carbono, mobilidade, o futuro do trabalho, a inclusão e, mais genericamente, o reforço do ecossistema tecnológico na Europa, como explicava o enviado da euronews ao evento, Cyril Fourneris.

Em 2021 o VivaTech decorreu em moldes híbridos, como os organizadores do evento o definem. Ainda assim, a angariação de fundos atingiu números recordes.Florian Hugonnet, coordenador no Banco de Investimento Europeu, explicava que "no ano passado, esse mercado representou mais de 100 mil milhões de euros", dez vezes ao longo dos últimos 15 anos. Trata-se de um "setor que poderá ser hoje um motor de crescimento, que também poderá impulsionar o ecossistema e criar empregos", concluia Hugonnet.

O VivaTech propõe-se ser um "poderoso catalisador global para a transformação digital", para potenciar uma mudança positiva nas empresas e na sociedade. A tecnologia a pensar também no ambiente. Michael Trabbia, director de tecnologia e inovação do operador de telecomunicações Orange, referia que se está a lidar com "matérias muito inovadoras, por vezes com um pouco de ruído e pode haver correções a fazer" mas que a tecnologia é importante a longo prazo. Trabbia convidava todas "as start-ups e empresas de tecnologia" a colocarem-se a questão de como podem "contribuo, por exemplo para o objetivo ambiental?"

"Durante muito tempo, especialmente em França e na Europa, separámos a tecnologia da ecologia. A tecnologia não é um problema para o ambiente, mas sim uma solução".
Jean Michel Jarre
Músico

"Menos é mais" é o novo lema do fabricante francês de automóveis Renault, que se prepara para o fim dos motores de combustão na União Europeia. O grupo convidou o músico Jean Michel Jarre a repensar a identidade sonora dos seus automóveis eléctricos.

Este ano os organizadores prometem mostrar as mais recentes inovações do mundo tecnológico,até ao próximo dia 18. Esperam-se 100 mil visitantes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Da posse do carro ao uso do carro, novo paradigma da mobilidade apresentado na Vivatech

Incêndio na Notre-Dame foi há 5 anos

Francesa bate recorde mundial de escalada com corda na Torre Eiffel