This content is not available in your region

Incêndio incontrolável na fronteira Chéquia - Alemanha

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
As condições climatéricas adversas e as dificuldades de acesso dificultam o combate às chamas
As condições climatéricas adversas e as dificuldades de acesso dificultam o combate às chamas   -   Direitos de autor  Robert Michael/(c) Copyright 2022, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten

Continua por controlar o incêndio que lavra desde a semana passada na fronteira entre a Chéquia e a Alemanha, e que começou no parque nacional checo da Suíça Boémia.

Pelo menos 500 pessoas tiveram de ser retiradas de várias localidades.

As chamas chegaram a estar controladas esta quinta-feira, mas as condições climatéricas adversas e as dificuldades de acesso fizeram com se espalhassem novamente.

A combater o incêndio, nos dois lados da fronteira, estão centenas de de bombeiros, que contam com reforços da Polónia e da Eslováquia, apoiados por dois Canadair italianos.

"Estamos aqui para ajudar no incêndio que se regista na parte norte do país e trouxemos para aqui duas Super Scoopers para que, basicamente, estas aeronaves anfíbias possam passar por cima das águas e deixá-las cair sobre o fogo", refere o piloto Mario Ferrante.

No sudeste de França, em Ardèche, está sob controlo o incêndio que nos últimos dias consumiu mais de 1200 hectares. As autoridades detiveram um homem de 44 anos que confessou ter ateado vários fogos. Mais de 150 bombeiros permanecem no local para evitar reacendimentos.

O comandante de Operações de Emergência do SDIS Ardèche, Jean-Philippe Ladet, conta: "Estamos, atualmente, num incêndio que queimou 1.200 hectares e controlámos o fogo esta manhã e estamos, atualmente, a lidar com muitos pontos quentes no lado traseiro direito com o fogo tático".

Mais a leste, na Eslovénia, os bombeiros conseguiram controlar um incêndio na região de Kras, indo depois ajudar os bombeiros do outro lado da fronteira, em Itália, onde as chamas continuam por controlar.