Justiça italiana pede ao Brasil extradição do antigo futebolista Robinho

Robinho no final de um jogo pelo AC Milan, em 2013
Robinho no final de um jogo pelo AC Milan, em 2013 Direitos de autor AP Photo/Manu Fernandez/Arquivo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O antigo futebolista brasileiro, agora com 38 anos, foi condenado em janeiro por violência sexual em grupo no período em que representou o AC Milan, mas tem estado refugiado no Brasil

PUBLICIDADE

A justiça italiana enviou às autoridades do Brasil um pedido formal para a extradição do antigo futebolista do AC Milan, Robinho, e do amigo Ricardo Falco, ambos condenados em janeiro em Itália a nove anos de prisão, por violência sexual em grupo.

Robinho foi ainda condenado a a pagar uma indemnização de 60 mil euros por ter abusado de uma jovem albanesa em 2013, quando ainda representava o ACMilan.

Como a Constituição brasileira não prevê a extradição dos respetivos cidadãos, Robinho deverá estar a salvo da justiça italiana, mas se sair do Brasil arrisca-se a ser preso.

Robinho foi um prodígio do futebol brasileiro, destacando-se ainda muito novo, no Santos, e com 21 anos transferiu-se em 2005 para a equipa "galática" do Real Madrid, por 24 milhões de euros. Passou ainda pelo Manchester City, de Inglaterra, antes de ingressar no AC Milan, de Itália, com empréstimos ao santos por ambos os clubes europeus.

O futebolista ainda jogou na China e na Turquia antes de arrumar as botas de novo no Santos, tendo confirmado o adeus ao futebol profissional no último mês de julho, com 38 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron no Brasil: presidente francês lança submarino e anuncia investimento de mil milhões de euros

Vinícius Júnior, jogador do Real Madrid, não conseguiu conter as lágrimas ao falar de racismo

2023 foi o ano mais quente de que há registo, segundo a Organização Meteorológica Mundial