EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Macron foi o primeiro líder estrangeiro a encontrar-se com Meloni

Encontro entre Giorgia Meloni e Emmanuel Macron em Itália
Encontro entre Giorgia Meloni e Emmanuel Macron em Itália Direitos de autor Palais de l'Elysée, présidence de la République française.
Direitos de autor Palais de l'Elysée, présidence de la République française.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente francês foi o primeiro líder estrangeiro a encontrar-se com a nova primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, este domingo, em Roma

PUBLICIDADE

O Presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro líder estrangeiro a encontrar-se com a nova Primeira-Ministra italiana, Giorgia Meloni, no domingo.

O encontro informal decorreu durante a visita de Macron a Itália.

Os dois abordaram várias questões europeias, como a energia, a migração e a Ucrânia, durante quase uma hora de conversa.

Uma ocasião para serenar os ânimos entre Paris e Roma, depois da crispação criada pela ministra francesa dos Assuntos Europeus, Laurence Boone, que tinha afirmado, no início de outubro, que "a França estaria bastante vigilante no respeito pelos valores e regras do estado de Direito", o que foi considerado pela vencedora da eleição em Itália como "uma ameaça inaceitável de ingerência". 

Num tweet Macron disse que ele e Meloni tinham jurado trabalhar em conjunto com diálogo e ambição como europeus e vizinhos.

"Como europeus, como países vizinhos, como povos amigos, com a Itália devemos continuar o trabalho que começámos. Sermos bem-sucedidos juntos, com diálogo e ambição, devemos isso à nossa juventude e aos nossos povos. O nosso primeiro encontro em Roma vai nesse sentido".

Emmanuel Macron foi a Itália para discursar sobre a paz num fórum internacional no domingo e encontrar-se com o Papa Francisco esta segunda-feira.

Giorgia Meloni tomou posse no sábado como primeira-ministra do primeiro governo italiano chefiado pela extrema-direita desde a Segunda Guerra Mundial.

O partido "Irmãos de Itália" de Meloni, de raízes neo-fascistas, venceu a eleição sem maioria absoluta, recorrendo a uma coligação com Liga de Matteo Salvini e com o Força Itália de Silvio Berlusconi para formar governo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Meloni confirma voto de confiança no Senado

Meloni recebeu o voto de confiança da Câmara dos Deputados

Meloni apresenta programa de Governo