Rússia lança mísseis em várias cidades ucranianas

AP
AP Direitos de autor Andriy Andriyenko/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ataques tinham como objetivo atingir centrais hidroelétricas e outras infraestruturas essenciais

PUBLICIDADE

A Ucrânia acusou a Rússia de ter feito um novo ataque de grande dimensão contra a sua infraestrutura de energia nas últimas horas, com o lançamento de mais de 50 mísseis de cruzeiro.

“Mais de 50 mísseis de cruzeiro X-101/X-555 foram lançados utilizando aviões Tu-95 e Tu-160” do norte do Mar Cáspio e da região russa de Rostov, disse a Força Aérea ucraniana na rede social Telegram, citada pela agência francesa AFP.

Os militares ucranianos disseram ter intercetado 44 dos mísseis russos, segundo a agência espanhola EFE.

A presidência da Ucrânia tinha alertado para a possibilidade de novos ataques russos contra as instalações de energia do país.

Esta nova onda de bombardeamentos segue-se a um ataque contra a frota russa do Mar Negro em Sebastopol, na madrugada de sábado, que a Rússia atribuiu às forças ucranianas.

Na sequência desse ataque, Moscovo suspendeu o acordo sobre as exportações de cereais dos portos ucranianos, que tinha assinado, em julho, com as Nações Unidas e a Turquia.

A Rússia já tinha bombardeado em grande escala a infraestrutura de energia da Ucrânia depois de um ataque contra a Ponte da Crimeia, em 08 de outubro, que Moscovo atribuiu aos serviços secretos ucranianos.

A Ucrânia não assumiu a responsabilidade pelos ataques na Crimeia e na base da Frota do Mar Negro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Recuo da Rússia no acordo bloqueia 176 navios no Mar Negro

"A Rússia vai perder a batalha energética"

Rússia em fase de conclusão do reforço militar na Ucrânia