EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Jan Egeland alerta para "corrida contra o inverno" na Ucrânia

Conselho Norueguês para os Refugiados diz que Europa tem de se preparar para nova vaga de refugiados
Conselho Norueguês para os Refugiados diz que Europa tem de se preparar para nova vaga de refugiados Direitos de autor Cortesía NRC
Direitos de autor Cortesía NRC
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O secretário-geral do Conselho Norueguês para os Refugiados, Jan Egeland, acaba de chegar da Ucrânia, onde, diz, "a situação é desesperante".

PUBLICIDADE

O Conselho Norueguês para os Refugiados é uma das organizações humanitárias que mais tem ajudado o povo ucraniano desde que a Rússia invadiu a Ucrânia. Tem equipas em Odessa, Dnipro, Zaporíjia, Kharkiv, Kiev e Chernihiv. O seu secretário-geral, Jan Egeland, acaba de chegar da Ucrânia, onde milhões de pessoas precisam urgentemente de ajuda para sobreviver ao inverno.

"Estamos numa corrida contra o tempo e contra o inverno em muitas destas comunidades da linha de frente que receberam pouca ou nenhuma assistência nos últimos meses. É uma situação terrível aqui na Ucrânia e é agravada pelos ataques russos contra infraestruturas civis", realça Egeland. 

A situação é desesperante. Os ataques constantes da Rússia às infraestruturas ucranianas deixaram milhões de pessoas sem água e eletricidade. Egeland diz que os países vizinhos devem estar preparados: "A Europa tem que se preparar para centenas de milhares de novos refugiados neste inverno, desde a Noruega, no norte, aos países do sul da Europa. Haverá dezenas de milhares de novas pessoas a chegar. No entanto, a maioria, é claro, ainda irá para a Polónia, Hungria, Roménia e Moldávia."

Muitos dos que ainda não fugiram das zonas de guerra no leste e no sul são pessoas mais velhas que não podem ou não querem deixar a sua terra. Egeland diz que a Rússia deve garantir um acesso seguro às organizações humanitárias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU preocupada com situação humanitária e energética da Ucrânia

Ocidente reforça apoio à Ucrânia

Análise: navios russos enviados para Cuba são uma "demonstração de força" de Putin