EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Avaria informática leva ao cancelamento de milhares de voos nos EUA

Avião parado devido à avaria do sistema informático da Administração Federal da Aviação dos EUA
Avião parado devido à avaria do sistema informático da Administração Federal da Aviação dos EUA Direitos de autor David Zalubowski/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor David Zalubowski/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma avaria no sistema informático da Administração Federal da Aviação levou ao cancelamento de mais de 3500 voos nos Estados Unidos

PUBLICIDADE

Uma avaria no sistema informático da Administração da Aviação Federal dos Estados Unidos (FAA - sigla em inglês) levou ao cancelamento, durante a noite e manhã, de mais de três mil e quinhentos voos.

Numa mensagem na sua conta twitter, a FAA pediu às companhias para suspenderem todos os voos domésticos até às 9 da manhã, 14 horas em Lisboa.

Por essa hora, a situação começou progressivamente a votar ao normal, nos aeroportos americanos.

As autoridades continuam à procura das causas da avaria, não tendo sido dadas indicações de qualquer sinal de ciberataque.

Logo que foi informado, o presidente Joe Biden pediu uma investigação total, tal como indicou a assessora de imprensa, Karine Jean-Pierre.

O sistema de notificação de missões aéreas proporciona informação essencial relacionada com as operações de voo e adverte em tempo real sobre as anomalias no sistema aeroespacial dos Estados Unidos da América.

É o segundo disfuncionamento do sistema em duas semanas. O país foi afetado pela tempestade Elliot, que provocou o caos aéreo, com milhares de voos cancelados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos