EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Greta Thunberg junta-se a protesto contra mina de carvão na Alemanha

Ativista climática Greta Thunberg em Lützerath, Alemanha
Ativista climática Greta Thunberg em Lützerath, Alemanha Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A vila alemã de Lützerath será demolida para dar lugar a uma das maiores minas de carvão a céu aberto da Europa.

PUBLICIDADE

A ativista climática Greta Thumberg juntou-se aos últimos resistentes do protesto contra a expansão de uma mina de carvão a céu aberto na Alemanha ocidental. Os manifestantes contestam o projeto da empresa alemã de energia RWE, que fará desaparecer do mapa Lützerath, uma vila situada na bacia do Reno entre Dusseldorf e Colónia.

"Semana da greve climática 230. Estamos atualmente em Lützerath, uma aldeia alemã ameaçada de ser demolida por uma expansão de uma mina de carvão. As pessoas têm resistido durante anos."

Para os ativistas o funcionamento daquela que será uma das maiores minas da Europa vai representar uma enorme emissão de gases de efeito de estufa.

E apesar de tanto o governo alemão, como a RWE argumentarem ser necessário garantir a segurança energética do país, um estudo do Instituto Alemão de Investigação Económica defende haver alternativas a Lützerath, apenas mais dispendiosas para a empresa de energia.

O local tem sido ponto de convergência de muitos opositores aos combustíveis fósseis. Esta quarta-feira , começou a ser evacuado pela polícia

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ação climática: COP26 pode ser última oportunidade, diz Thunberg

Stonehenge intacto após ato de vandalismo de ativistas pelo clima

Hora do crepúsculo para o Pacto Ecológico Europeu?