Secretário-Geral da NATO insta Presidente da Turquia a não bloquear entrada da Suécia na NATO

Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg
Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg Direitos de autor Sergei Grits/AP Photo
Direitos de autor Sergei Grits/AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Stoltenberg diz que Estocolmo "tomou medidas concretas e significativas" e insta Erdogan a não bloquear a entrada da Suécia na NATO

PUBLICIDADE

Turquia, Suécia e a Finlândia vão reunir-se durante este mês para tentar ultrapassar as objeções que atrasaram a candidatura da Suécia à NATO, revelou o Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg, no domingo, depois de se ter encontrado com o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Em Março, a Turquia ratificou a candidatura da Finlândia à Organização do Tratado do Atlântico Norte, mas, tal como a Hungria, continua a opor-se à adesão da Suécia à Aliança.

Stoltenberg insta o Presidente Erdogan a deixar de bloquear a entrada da Suécia na Aliança.

"A Suécia tomou medidas concretas significativas para responder às preocupações da Turquia. Estas medidas incluem a alteração da Constituição sueca, o fim do embargo de armas e a intensificação da cooperação na luta contra o terrorismo, nomeadamente contra o PKK. Há poucos dias, entrou em vigor uma nova legislação importante em matéria de terrorismo. Portanto, a Suécia cumpriu as suas obrigações," esclareceu o Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Na capital sueca, centenas de manifestantes ocuparam as ruas do centro de Estocolmo, no domingo, para se manifestarem contra a candidatura da Suécia à NATO e a nova legislação antiterrorista.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quem irá suceder a Jens Stoltenberg na NATO?

Suécia passa a permitir mudança de género a partir dos 16 anos

Tiroteio na Suécia: "Foi ultrapassado novo limite", diz primeiro-ministro