EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Homenagem ao professor Dominique Bernard

Homenagem a Dominique Bernard
Homenagem a Dominique Bernard Direitos de autor NICOLAS TUCAT/AFP or licensors
Direitos de autor NICOLAS TUCAT/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um minuto de silêncio foi cumprido às 14 horas em todas as escolas francesas, três anos após o assassinato de Samuel Paty e três dias após o de Dominique Bernard.

PUBLICIDADE

Estudantes e funcionários da escola em Arras, no norte de França, onde trabalhava Dominique Bernard prestaram homenagem ao professor que morreu esfaqueado na última sexta- feira. O gesto simbólico foi repetido um pouco por todo o país .

O Presidente realizou uma reunião especial de segurança, numa altura em que França continua em alerta máximo de terrorismo e o governo tenta garantir que as escolas são seguras.

"Gostaríamos de expressar o nosso apoio a todo o pessoal do Lycée Gambetta, aos pais e alunos e, de um modo mais geral, a todos os professores em França a nossa mobilização e apoio", afirmou a primeira-ministra.

Pouco depois das garantias de  Élisabeth Borne, o Lycée Gambetta foi evacuado por causa de um falso alerta de bomba.

Ao homenagear Dominique Bernard, França lembrou outro professor, Samuel Paty, assassinado em circunstâncias semelhantes em Paris.

Um minuto de silêncio foi cumprido às 14 horas em todas as escolas, três anos após o assassinato de Samuel Paty e três dias após o de Dominique Bernard.

Embaixada russa em Paris afirma que Mohammed Mogushkov foi radicalizado em França

A embaixada russa em Paris sublinhou esta segunda-feira que o homem que matou Dominique Bernard tinha sido radicalizado em França. "Gostaríamos de chamar a atenção para o facto de Mohammed Mogushkov ter chegado a França com 5 anos de idade e ter vivido aqui desde então. É óbvio que a sua radicalização não teve lugar na Rússia", afirmou a embaixada, citada pela agência de notícias TASS.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Francês detido no Irão por participar em protestos após a morte de Mahsa Amini foi libertado

Centenas assistem a recriação de desembarque do Dia D

Milhares de túmulos iluminados não deixam apagar a memória do Dia D