Embaixada dos Estados Unidos em Bagdade atacada com rockets

Bagdade alvo de ataques durante a noite
Bagdade alvo de ataques durante a noite Direitos de autor Khalid Mohammed/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Localizada na Zona Verde de Bagdade, embaixada norte-americana foi alvo de vários ataques com rockets na madrugada de sexta-feira. Não há vítimas a registar, mas EUA reclamam direito a defender-se.

PUBLICIDADE

Na madrugada de sexta-feira, foram disparados diversos rockets contra a embaixada americana situada na zona ultra segura – a chamada Zona Verde – de Bagdade, onde se situam edifícios governamentais. 

Apesar de o ataque não ter sido reivindicado, este foi o primeiro contra a embaixada norte-americana em Bagdade desde o início da guerra Israel-Hamas.

Em comunicado citado pela AFP, a embaixada norte-americana confirmou que foi alvo “de dois ataques de rockets”, que não fizeram vítimas mortais.

O porta-voz da embaixada pediu ao governo iraquiano para “fazer tudo o que estiver ao seu alcance para proteger” os funcionários diplomáticos e a coligação internacional anti-jihadista, reiterando que os Estados Unidos têm “direito de autodefesa" e de proteção do seu pessoal "em qualquer parte do mundo”.

O primeiro-ministro iraquiano, Mohammed Shia al-Sudani, afirmou que os ataques contra a embaixada dos Estados Unidos são “um insulto ao Iraque, à sua estabilidade e segurança” e que “não pode ser justificado”. Al-Sudani ordenou ainda a detenção dos responsáveis pelo ataque.

As explosões foram ouvidas perto das 4:00 da madrugada desta sexta-feira e, nos momentos seguintes, fizeram-se ouvir as sirenes de alerta para os civis.

O exército norte-americano revelou entretanto que foram registados 78 ataques contra instalações dos EUA nas últimas semanas, dos quais 37 ocorreram no Iraque e 41 na Síria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dezenas de palestinianos detidos e transportados em roupa interior pelo exército israelita

Guerra Israel-Hamas cria tensão diplomática na UE a uma semana da cimeira

Protestos no centro de Bagdade