Retomam as negociações para o cessar-fogo em Gaza

O segundo navio, à esquerda, com ajuda alimentar do grupo World Central Kitchen prepara-se para partir para Gaza no porto de Larnaca
O segundo navio, à esquerda, com ajuda alimentar do grupo World Central Kitchen prepara-se para partir para Gaza no porto de Larnaca Direitos de autor Petros Karadjias/AP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Retomam as negociações para o cessar-fogo em Gaza. Chanceler Alemão parte hoje para Israel.

PUBLICIDADE

Mais de 30 pessoas, na sua maioria da mesma família, foram mortas na sequência de um ataque aéreo israelita no campo de refugiados de Nuseirat, segundo fontes palestinianas. O bombardeamento terá ocorrido no momento em que a família se reunia para preparar uma refeição "suhoor" (uma refeição especial durante o Ramadão, que deve ser consumida imediatamente antes do nascer do sol). As forças de defesa israelita (IDF) informaram que vão investigar o sucedido.

Enquanto prosseguem os combates e os bombardeamentos, as negociações de tréguas serão retomadas no domingo em Doha, entre o Qatar, Israel e o Egipto, onde se espera que seja discutida a última proposta do Hamas relativa à troca de reféns. A delegação israelita é chefiada pelo diretor da Mossad, David Barnea.

Os manifestantes anti-governamentais em Israel, que reuniram dezenas de milhares de pessoas no sábado em Tel Aviv, exigiram que o governo aceitasse o plano de libertação dos reféns. Neste contexto, espera-se que o governo, durante a sessão de domingo, designe o dia 7 de outubro como o Dia Nacional da Memória, para recordar as vítimas do ataque do Hamas.

Relatives and supporters of the Israeli hostages held in the Gaza Strip by the Hamas militant group block a road during a rally calling for their release in Tel Aviv
Relatives and supporters of the Israeli hostages held in the Gaza Strip by the Hamas militant group block a road during a rally calling for their release in Tel AvivOhad Zwigenberg/AP

Com outra iniciativa de paz, o chanceler alemão Olaf Scholz partiu na sua viagem pelo Médio Oriente, primeiro para a Jordânia, devendo chegar depois a Israel. O seu principal objetivo é permitir a entrada de mais ajuda humanitária em Gaza.

Entretanto, o navio "Open Arms", de bandeira espanhola, já descarregou a sua carga e regressou a Larnaka. As autoridades cipriotas afirmaram aos meios de comunicação social que um segundo navio está pronto para deixar o porto em direção a Gaza seguindo a mesma rota, mas até ao momento não existem mais pormenores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Hamas acusa Israel de atacar multidão que esperava por alimentos em Gaza

Familiares de reféns bloqueiam autoestrada em Israel

Netanyahu promete "terminar trabalho em Rafah". Pelo menos dez mortos em ataque no centro de Gaza