OCDE defende reformas na economia norte-americana

OCDE defende reformas na economia norte-americana
De  Patricia Cardoso com EFE, COMUNICADO DE IMPRENSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os Estados Unidos são um modelo da recuperação da crise financeira de 2008, mas há riscos no horizonte da economia norte-americana.

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos são um modelo da recuperação da crise financeira de 2008, mas há riscos no horizonte da economia norte-americana.

#USA#recovery is stronger #OECDhttps://t.co/Iikxx3J4Sdpic.twitter.com/2r0iPoEJHI

— OECD Economics (@OECDeconomy) 16 de junho de 2016

Segundo o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, as desigualdades salariais continuam a aumentar e a primeira economia do planeta tem de implementar reformas para impulsionar a produtividade e promover um crescimento sustentável.

#IncomeInequality is widening in #USA#OECDhttps://t.co/Iikxx3J4Sdpic.twitter.com/pQPGNMer7K

— OECD Economics (@OECDeconomy) 16 de junho de 2016

A OCDE defende o investimento em programas de formação para os desempregados de longa data, o alargamento dos créditos fiscais ao nível do IRS e a implementação de políticas para melhorar as oportunidades das mulheres e de minorias étnicas e raciais, por exemplo.

Female labour force participation is falling in #USA#OECDhttps://t.co/Iikxx3J4Sdpic.twitter.com/aFHJZMfEyK

— OECD Economics (@OECDeconomy) 16 de junho de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A guerra entre Israel e o Hamas está a afetar a economia israelita

Mercado único europeu coloca objetivos ecológicos e digitais no centro das atenções em 2024

Comissão Europeia revê em baixa previsões de crescimento económico