EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Países têm de cumprir indicadores para receber fundos de Recuperação da UE

Em parceria com The European Commission
Países têm de cumprir indicadores para receber fundos de Recuperação da UE
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para receber dinheiro países apresentaram planos nacionais e são obrigados a cumprir indicadores ao nível das reformas e dos investimentos.

Para estimular a economia após a pandemia, a União Europeia criou o Mecanismo de Recuperação e Resiliência, com mais de 720 mil milhões de euros de empréstimos e subsídios.

Os países deverão investir para criar empregos e construir um mundo mais ecológico e digital. Para aceder aos fundos, cada país apresentou um plano nacional de recuperação que integra reformas e investimentos públicos em áreas-chave como as novas tecnologias, as energias limpas, os transportes, a renovação energética de edifícios, Internet mais rápida, 5G, educação e formação profissional. Os planos de 22 países já foram aprovados pela Comissão Europeia.

Países têm de cumprir indicadores para receber fundos

Portugal apresentou o primeiro pedido de pagamento à Comissão Europeia no dia 25 de janeiro no valor de 1,336 milhões de euros. Para isso, o país foi obrigado a cumprir 38 indicadores de contratualização, no âmbito do acordo com a Comissão Europeia, 21 relativos a reformas e 17 relativos a investimentos.

No total, as reformas e os investimentos do PRR (Recuperar Portugal) representam 16,61 mil milhões de euros. As subvenções representam 13.944 milhões de euros (84%). Os empréstimos totalizam 2.700 milhões de euros (16%).

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Ministro das Finanças promete execução atempada dos fundos europeus

Deficiente e sem emprego: uma realidade europeia

O impacto dos planos de recuperação da União Europeia para as PME