EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Uzbequistão "renasce" através da cultura e da educação

Uzbequistão "renasce" através da cultura e da educação
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Numa série de conferências e exposições realizadas em Tashkent, peritos e funcionários destacaram o potencial cultural e educativo do país.

PUBLICIDADE

O Uzbequistão está a tentar iniciar um "novo renascimento", inspirando-se no seu património cultural. De acordo com os organizadores da Semana do Património Cultural, as conferências e exposições temáticas realizadas em Tashkent reuniram mais de mil participantes de 60 países. 

A Sociedade Mundial para o Estudo, Preservação e Popularização do Património Cultural do Uzbequistão (WOSCU) coorganizou o evento.

" À medida que o país se abriu ao mundo, formou-se uma comunidade de cientistas de diferentes países, o que mostra que há um grande interesse em explorar o património cultural do Uzbequistão. O resultado dos seus estudos é apresentado anualmente na Semana do Património Cultural", afirmou Firdavs Abdukhalikov, Presidente do Conselho de Administração da WOSCU.

Património cultural é a imagem de marca do Uzbequistão

Ao longo da sua história, o Uzbequistão, enquanto encruzilhada da Rota da Seda, produziu uma vasta coleção de artefactos: tesouros das artes aplicadas e da música, bem como vestuário tradicional, livros manuscritos e arquitetura monumental. Este património inspira os artistas atuais de várias áreas, desde a pintura de vanguarda ao cinema.

"Este património é vasto e variado, remontando à Antiguidade e abrangendo diferentes períodos, incluindo as eras Aqueménida e Antiga, a Alta Idade Média, o período islâmico e o século XX, que foi marcado por uma fusão de influências orientais e ocidentais", sublinhouKamola Akilova, diretora da Galeria de Belas Artes do Uzbequistão

"Investir no capital humano"

A população nacional cresceu um terço nos últimos catorze anos, ultrapassando os 36 milhões de pessoas.

Com o aumento do número de crianças no país, a modernização do sistema educativo está a tornar-se crucial. Os participantes das conferências sublinharam a necessidade de construir novas escolas e de introduzir programas educativos que satisfaçam as normas internacionais.

"Temos uma oportunidade demográfica que só podemos aproveitar se investirmos no capital humano. A qualidade da educação, sobretudo as infraestruturas e as questões relacionadas com a formação dos professores e o desempenho dos alunos, são as principais áreas a trabalhar", destacou Munir Mammadzade, diretor do Gabinete de Representação da UNICEF no Uzbequistão.

Mais de cinco milhões de turistas estrangeiros em 2022

O Uzbequistão espera que o crescente reconhecimento do seu património conduza a um afluxo de visitantes. No ano passado, mais de cinco milhões de turistas estrangeiros visitaram o país. Atualmente, as autoridades estão a investir em novos destinos e infraestruturas.

"Isso vai ter um impacto, vai criar muitos sítios para ver. Tenho 100% de certeza que chegar aos 20 milhões de turistas não é um sonho, pode tornar-se uma realidade", acrescentou", garantiu Bulut Bağcı, presidente do Instituto do Fórum Mundial de Turismo.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

No Uzbequistão os caminhos da Rota da Seda vão dar ao luxo