EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

70.º Festival de Cannes quer refletir sobre o mundo em que vivemos

70.º Festival de Cannes quer refletir sobre o mundo em que vivemos
Direitos de autor 
De  Marco Lemos com afp, público, efe,
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente do Festival de Cannes deseja que esta edição seja um espaço de reflexão sobre o momento que o mundo atravessa.

PUBLICIDADE

A 70.ª edição do Festival de Cannes abre com a exibição de Les Fantômes de Ismael, um filme de Arnaud Desplechin.

O programa foi anunciado esta quinta-feira pelo diretor geral do certame, Thierry Frémaux, e a seleção oficial conta com 12 películas realizadas por mulheres.

That’s it for today ! Thank you for following us. More information and the #Cannes2017 press kit on https://t.co/18LRQvXNsf

— Festival de Cannes (@Festival_Cannes) April 13, 2017

O presidente do Festival de Cannes deseja que esta edição seja um espaço de reflexão sobre o momento que o mundo atravessa: “Queremos que o festival seja uma lufada de ar fresco, uma pausa que nos dê a oportunidade de falar apenas de cinema. Mas, dado que o cinema é o reflexo do mundo, obrigatoriamente vamos falar do que está a acontecer no mundo, vamos falar de política e dos temas que interessam tanto à França como a todo o planeta”, referiu Pierre Lescure.

You missed it? Enjoy #Cannes2017 press conference’s replay on https://t.co/VC73S8GztV

— Festival de Cannes (@Festival_Cannes) April 13, 2017

A competição conta com o mais recente trabalho de Sofia Coppola, The Beguiled, a história de uma rapariga, durante a Guerra Civil norte-americana, que vive isolada do mundo num colégio interno onde a calma é interrompida pela chegada de um soldado ferido em batalha.

Michael Haneke leva a Cannes Happy End, com Isabelle Huppert, Toby Jones e Mathieu Kassovitz, um drama sobre uma família em Calais, no norte de França, que tem por pano de fundo a crise dos refugiados na Europa. Ainda em competição está “Rodin”, o novo filme de Jacques Doillon.

Muito aguardada em Cannes é a exibição de dois novos episódios da mítica série “Twin Peaks”, que marca o regresso de David Lynch à televisão. A exibição no pequeno ecrã arranca nos Estados Unidos a meio do festival na Riviera francesa, que irá decorrer de 17 a 28 de maio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon