This content is not available in your region

Nasceu uma estrela na Roménia

euronews_icons_loading
Alina Serban
Alina Serban   -   Direitos de autor  AFP
De  Euronews

Há uma peça de teatro que está a dar muito que falar na Roménia. Todas as noites, a sala do Teatro Nacional de Bucareste esgota para ver Alina Serban, a mulher de etnia cigana que escreveu e interpreta a obra "A Melhor Criança do Mundo" para falar de racismo.

"Tenho muito orgulho em apresentar aqui uma história sobre a comunidade cigana. E, embora seja sobre os roma, fico muito feliz em ver que há muita gente a identificar-se, não importa a etnia, a classe social, a orientação sexual ou a religião", conta.

A personagem de Alina suplanta vários obstáculos, mas não consegue contornar o estigma que a discrimina constantemente. 

"Fui a primeira da minha família a terminar o ensino secundário. E já não sou a última, mas os meus sobrinhos ainda dizem que preferiam estudar numa turma junto com os outros romenos. Porque a segregação entre romenos e ciganos ainda existe.
Alina Serban
Atriz e encenadora

Mesmo assim, a atriz não esconde que foi uma privilegiada, que conseguiu bolsas para estudar em Londres e Nova Iorque, tendo já conquistado prémios internacionais de interpretação.

"Fui a primeira da minha família a terminar o ensino secundário. E já não sou a última, mas os meus sobrinhos ainda dizem que preferiam estudar numa turma junto com os outros romenos. Porque a segregação entre romenos e ciganos ainda existe", considera.

Estima-se que haja cerca de dois milhões de ciganos na Roménia, numa população total de 19 milhões. E, no entanto, nunca ninguém desta comunidade tinha atuado no teatro nacional do país.