EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Arqueólogos descobrem uma luxuosa casa romana com um mosaico "sem paralelo" perto do Coliseu

Esta imagem divulgada pelo Ministério da Cultura italiano em 12 de dezembro de 2023 mostra mosaicos descobertos numa luxuosa casa romana perto do Coliseu.
Esta imagem divulgada pelo Ministério da Cultura italiano em 12 de dezembro de 2023 mostra mosaicos descobertos numa luxuosa casa romana perto do Coliseu. Direitos de autor Credit: AFP
Direitos de autor Credit: AFP
De  Theo FarrantAFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

O Ministério da Cultura italiano descreve a domus romana com mais de 2000 anos como um "tesouro autêntico".

PUBLICIDADE

Arqueólogos italianos descobriram recentemente uma deslumbrante habitação romana, com um mosaico "sem paralelo" de conchas, mármore e vidro precioso, perto do icónico Coliseu de Roma.

A luxuosa residência, que data da segunda metade do século II a.C. até ao final do século I a.C., foi descrita pelo Ministro da Cultura Gennaro Sangiuliano como um "autêntico tesouro".

No mosaico, três grandes navios navegam sobre as ondas em direção a uma cidade costeira, cujas muralhas são pontilhadas por pequenas torres e pórticos, numa cena que sugere que o proprietário da casa com mais de 2000 anos, ou domus, foi vitorioso numa batalha.

Trazida à luz depois que os arqueólogos descobriram uma série de paredes em 2018, a domus está espalhada por vários andares. Até agora, apenas algumas divisões foram escavadas e as escavações continuarão até 2024.

O coração da domus

This handout picture released by the Italian Culture Ministry on December 12, 2023 shows walls uncovered in a luxurious Roman home near the Colosseum.
This handout picture released by the Italian Culture Ministry on December 12, 2023 shows walls uncovered in a luxurious Roman home near the Colosseum.AFP

Situada em torno de um átrio, a sala principal da domus é um salão de banquetes em forma de gruta, que era utilizado durante os meses de verão, segundo o ministério.

O proprietário, um nobre que provavelmente era senador, teria entretido os convidados com "espetaculares jogos de água", graças a tubos de chumbo colocados entre as paredes decoradas.

Mas o que "torna a descoberta excecional é... uma parede extraordinária coberta com um mosaico dito 'rústico' sem paralelo em termos de cronologia e da complexidade das cenas representadas", acrescentou o ministério italiano. 

Uma "maravilha de mosaico"

This handout picture released by the Italian Culture Ministry shows mosaics uncovered in a luxurious Roman home near the Colosseum.
This handout picture released by the Italian Culture Ministry shows mosaics uncovered in a luxurious Roman home near the Colosseum.AFP/Dec 2023

O mosaico apresenta um conjunto de conchas, tesselas azuis egípcias, vidros preciosos e fragmentos de mármore branco, representando tridentes, navios de guerra e trombetas de estilo celta.

Um aspeto particularmente intrigante do mosaico é a representação de uma cidade costeira com pequenas torres e pórticos, rodeada por vinhas e folhas de lótus.

Esta cena, elaborada com uma atenção meticulosa aos pormenores em pedra travertino, tem como pano de fundo três grandes navios que navegam num mar de velas erguidas.

"A representação de uma cidade costeira poderia aludir a uma conquista bélica por parte do proprietário da domus, pertencente a uma personagem aristocrática, presumivelmente de nível senatorial", afirmou o ministério.

Alfonsina Russo, diretora do Parque Arqueológico do Coliseu, manifestou o seu empenho em tornar esta joia histórica acessível ao público.

Outras descobertas romanas recentes

The town in southern Lazio is now largely crop fields.
The town in southern Lazio is now largely crop fields.Credit: PA Media

Noutros locais do mundo, foram descobertos os restos de um teatro coberto, de um mercado e de um porto fluvial no local de uma cidade romana.

Um estudo conduzido pela Universidade de Cambridge revelou que Interamna Lirenas, a antiga colónia romana situada no centro de Itália, era uma cidade florescente.

As provas recolhidas no local indicam que o seu declínio começou cerca de 300 anos mais tarde do que o anteriormente estimado.

Através da análise de cerâmicas escavadas, os investigadores determinaram que a cidade no sul do Lácio resistiu ao declínio até à última parte do século III d.C.

No seu apogeu, a povoação, agora maioritariamente constituída por campos agrícolas, teria albergado cerca de 2.000 pessoas.

Editor de vídeo • Theo Farrant

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que está por trás dos memes virais de Kamala Harris?

Jogos Olímpicos de Paris: Emmanuel Macron confirmou Céline Dion na cerimónia de abertura?

Coliseu de Roma passa a oferecer visitas noturnas para os turistas evitarem as horas de maior calor