EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

ABBA condecorados pelo reino da Suécia pela contribuição à cultura pop mundial

Os ABBA - Björn Ulvaeus, Anni-Frid Lyngstad, Agnetha Fältskog e Benny Andersson - recebem a Ordem Real Vasa das mãos do Rei Carl Gustaf e da Rainha Silvia da Suécia
Os ABBA - Björn Ulvaeus, Anni-Frid Lyngstad, Agnetha Fältskog e Benny Andersson - recebem a Ordem Real Vasa das mãos do Rei Carl Gustaf e da Rainha Silvia da Suécia Direitos de autor Henrik Montgomery/TT News Agency via AP
Direitos de autor Henrik Montgomery/TT News Agency via AP
De  Tokunbo Salako com APTN
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Por nomeação real, o grupo sueco ABBA recebeu o merecido reconhecimento pela contribuição que deram à música e cultura mundial. O reino da Suécia distinguiu a banda com título de cavaleiro.

PUBLICIDADE

A Suécia disse um grande "obrigado pela música" aos ABBA , honrando o supergrupo com um dos prémios mais prestigiados do país, a Ordem do Vasa.

É a primeira vez que este prémio é atribuído em quase meio século, em reconhecimento dos "esforços extraordinários dos ABBA na vida musical sueca e internacional".

A banda, constituída por Agnetha Faltskog, Björn Ulvaeus, Benny Andersson e Anni-Frid Lyngstad, atingiu o estrelato internacional ao vencer o Festival Eurovisão da Canção de 1974 com a sua contagiante canção de amor "Waterloo".

Swedish pop group ABBA celebrate winning the 1974 Eurovision Song Contest on stage at the Brighton Dome in England with their song "Waterloo", April 6, 1974
Swedish pop group ABBA celebrate winning the 1974 Eurovision Song Contest on stage at the Brighton Dome in England with their song "Waterloo", April 6, 1974Robert Dear/Copyright 2021 The AP. All rights reserved.

Comandantes culturais

A vitória na Eurovisão transformou os ABBA num gigante da música pop, sendo facilmente a banda de maior sucesso a vencer o concurso de música pan-continental. A pop disco melódica dos ABBA vendeu centenas de milhões de discos em todo o mundo. O musical de palco "Mamma Mia!", baseado nas suas canções, tem 25 anos e deu origem a dois filmes.

Embora os membros da banda sueca não se apresentem juntos ao vivo há quatro décadas, lançaram um álbum de regresso, "Voyage", em 2021 e, um ano mais tarde, abriram em Londres a exposição digital "ABBA-tars".

O reconhecimento real como "Comandante de Primeira Classe" é uma das várias ordens suecas, incluindo a Ordem Real de Serafim, atribuída a chefes de Estado e à realeza estrangeira, e a Ordem Real da Estrela Polar, que é atribuída a cidadãos estrangeiros e apátridas.

A Ordem Real de Vasa, que é atribuída em reconhecimento dos esforços pessoais em prol da Suécia ou dos interesses suecos, bem como do desempenho bem sucedido de deveres e missões públicas, esteve inativa até finais de 2022, altura em que foi reativada depois dos regulamentos terem aberto novamente as Ordens Reais aos cidadãos suecos.

No início deste ano, os candidatos foram nomeados pelo público e pelo Governo sueco, tendo o Rei Carl XVI Gustaf aprovado os nomeados, que incluíam os quatro membros dos ABBA.

Por coincidência, a Eurovisão deste ano realizou-se na Suécia e foi ganha pelo cantor suíço Nemo, com "The Code", uma ode pop-rap operática ao percurso do cantor para abraçar uma identidade não-sexual.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turista do Cazaquistão vandaliza muro arquelógico em Pompeia

Morreu aos 88 anos o ator Donald Sutherland

Polícia britânica prende ativistas da Just Stop Oil que vandalizaram Stonehenge