This content is not available in your region

O potencial da bioeconomia azul na Europa

euronews_icons_loading
O potencial da bioeconomia azul na Europa
Direitos de autor  euronews
De  Denis Loctier

A bioeconomia azul é um setor em crescimento na Europa que emprega dezenas de milhares de pessoas.

O mercado da chamada biotecnologia azul deverá valer cerca de 10 mil milhões de euros até ao final da década. A biotecnologia marinha utiliza organismos marinhos vivos para criar aplicações em vários sectores: saúde, indústria têxtil e química, energia e agricultura.

Os organismos marinhos microscópicos podem ser extremamente benéficos na área da saúde. As cianobactérias, as micro e as macroalgas são ricas em ingredientes bioativos. A biotecnologia azul já levou ao desenvolvimento de medicamentos e terapias, para doenças como a esclerose múltipla, a artrite reumatóide, o cancro e a doença de Alzheimer.

Pacto Ecológico Europeu quer promover economia circular

Um princípio essencial da estratégia europeia para a bioeconomia é a abordagem circular que visa reduzir o desperdício e a poluição, nomeadamente ao nível dos plásticos usados nas redes de pesca e na aquicultura. Alguns plásticos à base de petróleo podem ser substituídos por alternativas de origem biológica, enquanto as redes de pesca podem ser recuperadas e recicladas para fabricar têxteis para desporto.

A criação de uma economia azul sustentável é um dos objetivos do Pacto Ecológico Europeu que visa associar crescimento económico e uso sustentável dos recursos e transformar os desafios ambientais em novas oportunidades.