União Europeia procura apoio da Turquia para fazer face ao fluxo de refugiados

União Europeia procura apoio da Turquia para fazer face ao fluxo de refugiados
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

De visita a Bruxelas, o presidente turco esteve reunido, esta segunda-feira, com dirigentes europeus, que procuram um entendimento em nome de um

PUBLICIDADE

De visita a Bruxelas, o presidente turco esteve reunido, esta segunda-feira, com dirigentes europeus, que procuram um entendimento em nome de um plano de ação comum para fazer frente à crise de refugiados.

As negociações adivinham-se difíceis atendendo aos desafios em causa. Recep Tayyip Erdoğan disse que a Turquia está pronta a cooperar, mas não deixou de apresentar números: “Neste momento, a Turquia acolhe cerca de 2,5 milhões de refugiados. Gastámos 7,8 mil milhões de dólares e recebemos da comunidade internacional 417 milhões. Na Europa, nesta fase, há 250 mil refugiados e migrantes.”

Em troca, Erdogan espera da União Europeia, entre outras coisas, uma agilização do processo de adesão da Turquia e o fim dos vistos para cidadãos turcos em toda a Europa. Em Bruxelas, ouviu palavras de apoio da parte do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker: “Sou verdadeiramente a favor de superarmos a barreira dos vistos, de acelerar-mos o processo. A Turquia tem de estar na lista de países seguros.”

Gülsüm Alan, euronews – “A crise migratória será novamente debatida, na quinta-feira, no Luxemburgo. O encontro de alto nível reunirá responsáveis europeus, representantes dos países dos Balcãs Ocidentais e da Turquia.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Por que razão a Turquia não pára os refugiados

"Estado da União": Escândalos políticos "aquecem" campanha eleitoral

Lei da "influência estrangeira" afasta Geórgia da UE, alerta Charles Michel