"A Europa não se vai ajoelhar diante dos norte-americanos", disse Juncker sobre TTIP

"A Europa não se vai ajoelhar diante dos norte-americanos", disse Juncker sobre TTIP
De  Isabel Marques da Silva com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Apesar do grande ceticismo da Alemanha e da França sobre o acordo de livre comércio entre União Europeia e Estados Unidos da América, o presidente da Comissão Europeia considera que o projeto tem pote

PUBLICIDADE

O já longo processo negocial com vista a um acordo de livre comércio entre União Europeia e Estados Unidos da América parece estar moribundo, mas Bruxelas tenta reavivar a chama do diálogo.

Apesar do grande ceticismo da Alemanha e da França sobre o processo, o presidente da Comissão Europeia considera que o projeto tem potencial.

“A Europa não se vai ajoelhar diante dos norte-americanos, ou deitar fora os princípios que fizeram o êxito da Europa, mas gostaria de dizer, também, que não devemos cortar relações com o resto do mundo”, disse Jean-Claude Juncker num evento no Instituto Jacques Delors, esta sexta-feira.

Juncker considera que o acordo tem potencial para criar milhares de postos de trabalho de ambos os lados do Atlântico.

Mas a maioria dos cidadãos europeus, auscultados em sondagens, mostra-se contra o projeto, alegando que seria negativo para os direitos dos trabalhadores, consumidores e proteção ambiental.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE quer alargar as sanções contra o Irão na sequência do ataque a Israel

Prémio LUX do Público entregue ao filme "A sala dos professores"

Polícia de Bruxelas tenta evitar conferência populista de direita onde estava Orbán