EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Bruxelas recomenda prologamento de controlos fronteiriços

Bruxelas recomenda prologamento de controlos fronteiriços
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Comissão Europeia defende o prolongamento por mais três meses dos controlos em determinadas fronteiras do espaço Schengen de livre circulação, devido ao fluxo migratório.

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia defende o prolongamento por mais três meses dos controlos em determinadas fronteiras do espaço Schengen de livre circulação, devido ao fluxo migratório.

Os Estados-membros envolvidos na recomendação enviada, esta quarta-feira, ao Conselho da União Europeia, são a Áustria, Hungria, Eslovénia, Alemanha, Dinamarca e Suécia.

O comissário europeu para a Imigração e Assuntos Internos, Dimitris Avramopoulos, explicou que “não devemos esquecer que 60 mil refugiados permanecem bloqueados na Grécia e ao longo da chamada rota dos Balcãs, sendo que o sistema de relocalização não está a funcionar. Esses são problemas muito concretos que temos de enfrentar e que nos levaram a tomar a decisão de fazer esta proposta”.

A situação ficou mais calma desde março passado, não porque a União tenha criado novos mecanismos para gerir os fluxos migratórios, mas devido ao acordo com a Turquia para travar a chegada de mais pessoas.

A eurodeputada socialista eslovena Tanja Fajon está contra o prolongamento, argumentando que “é uma mensagem muito negativa para os cidadãos, causa danos económicos e é muito contraditória”.

“Por um lado, a Comissão Europeia diz que se deve repor plenamente a livre circulação de Schengen, que é um grande marco da União mas, por outro lado, age completamente ao contrário”, acrescentou.

A reposição de controlos em curso vigora até 12 de fevereiro e deverá ser prolongada até meados de maio. A recomendação terá de ser aprovada pelos 28 países da União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Extrema-esquerda francesa pede ao governo que reconheça o Estado da Palestina

Ataques russos na Ucrânia obrigam aviões polacos a patrulhar o seu espaço aéreo

Papa Francisco abre Jornada Mundial da Criança no Estádio Olímpico de Roma