EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

UE quer ser campeã nas baterias para carros eléctricos

UE quer ser campeã nas baterias para carros eléctricos
Direitos de autor STR/AFP
Direitos de autor STR/AFP
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O conselho de ministros do Ambiente da União Europeia analisou uma nova proposta legislativa da Comissão Europeia sobre baterias, sendo o modelo de reciclagem um dos fatores mais importantes a levar em conta.

PUBLICIDADE

Já há 1,5 milhões de carros eléctricos a circularem na União Europeia, mas daqui a quatro anos poderão ser sete milhões, na maioria produzidos no bloco. Esta é a meta da Aliança Europeia das Baterias, que financia cerca de 70 projetos industriais.

Um deles é a parceria franco-alemã ACC para o fabrico de baterias de iões de lítio. Patrick de Metz, responsável pelo departamento de Assuntos Ambientais na SAFT, a empresa de baterias francesa participante na parceria, salienta que é crucial aumentar, internamente, o fornecimento de matérias-primas para as futuras inovações, já que a União Europeia é muito dependente de importações asiáticas.

"Existem várias iniciativas, em diferentes países europeus, para obter materiais com origem no território europeu. E há, também, um grande esforço por parte da indústria da reciclagem, porque precisamos de materiais provenientes das baterias recicladas para alimentar as fábricas. Portanto, essas duas fontes de matérias-primas devem ajudar a fazer a ponte entre a capacidade disponível, atualmente, e aquela de que necessitaremo nos próximos anos ”, explicou Patrick de Metz.

O executivo comunitário anunciou que o bloco quer ser o segundo produtor mundial de baterias de iões de lítio, em 2025, atrás da China.

Para isso. precisa de formar pelo menos 800 mil trabalhadores e de obter 15 mil milhões de euros, de fontes privadas, para projetos de extração de matérias-primas.

A Comissão Europeia apresentou uma nova proposta legislativa sobre baterias e espera que a presidência portuguesa da União Europeia consiga que seja adotada já este ano. Os ministros do Ambiente dos 27 países realizaram, quinta-feira, um debate político sobre o assunto.

"É fundamental termos um regulamento que defina bem o que são essas baterias e, sobretudo, que as pense de acordo com todo o ciclo de vida do produto. Isto é, uma bateria existe muito para além do tempo em que é utilizada e é fundamental sabermos reciclar as baterias e garantir que, quando as poduzimos, que o que colocamos no mercado tem sempre um destino final", disse João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Ação Climática de Portugal, à chegada ao Conselho da UE, em Bruxelas, para presidir a reunião.

O setor pode ajudar à autonomia industrial no âmbito do Pacto Ecológico, mas a União tem de garantir que as baterias altamente poluentes são devidamente recicladas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Baterias de madeira e amigas do ambiente

Países exigem data para fim de carros com motor de combustão na UE

União Europeia aposta no mercado das baterias elétricas