This content is not available in your region

Zara, a aviadora que quebra recorde

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Zara, a aviadora que quebra recorde
Direitos de autor  AP Photo/Geert Vanden Wijngaert

Sobrevoou sítios como o deserto na Arábia Saudita ou o estreito de Bering entre o Alasca e a Sibéria.

Após cinco meses a circum-navegar o planeta, a piloto belgo-britânica Zara Rutherford está finalmente de volta à terra natal.

Ao aterrar na Bélgica, esta quinta-feira, a aviadora de 19 anos tornou-se na mais jovem mulher a completar a volta do mundo sozinha num avião.

Parou em locais como a Índia, Taiwan ou a Colômbia. O objetivo era estabelecer um novo recorde mundial e mostrar que a aviação não é exclusiva dos homens.

"Ao crescer, não vi muitas pilotos femininas. isso era muito desanimador. neste momento, estou apenas a tentar ser uma cara amiga, para que se houver outras raparigas que queiram voar ou que gostem de STEM - ciência, tecnologia, engenharia e matemática - saibam que não são as únicas. Tenho usado os medias e a atenção que tenho tido para encorajar outras raparigas a entrar na aviação", refere Zara Rutherford.

Zara Rutherford iniciou a viagem em agosto, na Bélgica, num dos aviões ultraleves mais rápidos do mundo...

Seguiu depois para a América do Norte, Caraíbas, América do Sul, Ásia voltando depois à Europa.

A jovem confessa que esta aventura foi mais difícil de concretizar do que pensava, mas não se arrepende.

"Houve alguns pontos que foram realmente difíceis e considerei adiar, mas na verdade as coisas não se tornariam muito mais fáceis e estou contente por não o ter feito porque consegui. Estou muito contente por tê-lo feito", sublinha.

Com 19 anos e com um recorde do Guinness, Zara Rutherford demonstrou que quando se quer, nem o céu é um limite.