This content is not available in your region

Projeto croata pretende salvar florestas de faia na Europa

De  Paul Hackett
Projeto croata pretende salvar florestas de faia na Europa
Direitos de autor  euronews

O Parque Nacional de Paklenica, na Croácia, é o lar de uma das florestas de faia mais antigas da Europa.

Protegida pela UNESCO, aqui não se podem cortar árvores. Isso é crucial pois florestas primitivas, como esta, são um refúgio para a biodiversidade. São também cruciais na batalha contra as alterações climáticas.

Depois de séculos de desflorestação em massa, em toda a Europa, apenas algumas dessas áreas chegaram intactas até aos dias de hoje.

Zlatko, Marasović é um dos guardas florestais do parque e partilha que "numa árvore morta vivem muitas espécies de insetos. Serve, também, de alimento para muitas aves que vivem nesta floresta. Por isso, essas árvores mortas, são muito importantes em florestas como esta".

Um projeto chamado Beech Power (em português: Poder das Faias) fez da proteção das últimas florestas de faia da Europa uma prioridade.

Ajuda os parques nacionais, em cinco países da União Europeia, a partilhar conhecimentos e a implementar normas de qualidade.

O orçamento total da iniciativa não chega aos 1,9 milhões de euros. A maior parte montante, cerca de 1,5 milhões de euros, veio através da Política de Coesão da Europa.

Estabelecer pontes entre comunidades e a educação são partes importantes do projeto.

Este intercâmbio entre alunos locais e da Alemanha alerta-os para a importância ambiental da floresta... Tudo isto, enquanto se divertem.

"O intercâmbio, em geral... É muito bom ver pessoas de diferentes países e crianças", refere o estudante Leonardo Kneževi.

A aluna Petra Knez conta que "este intercâmbio é muito interessante para mim e espero que o possamos fazer, também, em outros anos. Que seja frequente".

Esta iniciativa é bastante importante pois, como refere a professora Ana Katalinic, "o Parque Nacional de Paklenica é uma área muito valiosa, mas os nossos filhos, que são desta zona, estão mais ou menos habituados a ela. Eles não o veem como uma maravilha, como talvez outras pessoas do outro lado do mundo o possam ver. Por isso, é muito importante irem com os estudantes alemães pois conseguem ver o parque pelos seus olhos e relembram-se porque é que é tão valioso e tão bonito. "

As faias costumavam cobrir mais de 90 milhões de hectares da Europa. Hoje em dia, esse número ronda os 90.000.

Partilhando, hoje, as melhores práticas e estabelecendo raízes educativas, a esperança é que todos beneficiaremos amanhã destes preciosos ecossistemas.

"Este projeto é muito importante para o Parque Nacional de Paklenica. Trocámos experiências com outros países europeus e incluímos, também, crianças no projeto. É muito importante que alertemos a próxima geração de amantes da natureza e de guardas-florestais para este parque, através destas crianças", finaliza o guarda-florestal Zlatko Marasović.